[Resenha] O oceano no fim do caminho por Neil Gaiman

  • Título: O Oceano no fim do caminho
  • Autor: Neil Gaiman
  • Editora: Intrínseca
  • Gênero: Ficção Fantasiosa/Romance
  • Ano: 2013
  • Paginas: 208
  • Classificação: 5/5


Sinopse: Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino.

Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.



Resenha: Neste romance, por assim dizer, o autor cria um universo com contornos fantásticos habitados por criaturas sobrenaturais, onde uma série de situações extraordinárias acontecem. Narrado pelo ponto de vista de uma criança de 7 anos a trama em muitos momentos tem cenas assustadoras, ou cenas, onde predomina elementos mágicos. Poético, nostálgico, apavorante, O oceano do fim do caminho é o tipo de livro que termina com alguns mistérios no ar, que nos obrigam a uma nova leitura e um novo convite para visitar o universo mágico que somente Gaiman é capaz de criar.

"Eu não era uma criança feliz, ainda que, de vez em quando, ficasse contente. Vivia nos livros mais que em qualquer outro lugar."
Após um suicídio ter acontecido, uma entidade aparece nas redondezas. Ursula Monkton é uma moça bonita que será a nova inquilina, mas que não possui boas intenções. Ela se infiltra na casa do garoto e conquista à confiança de seus pais e de sua irmã, porém no fundo ele sabe que existe algo de estranho nela. Rapidamente, Ursula revela sua verdadeira identidade ao menino e deixa bem claro que veio para transformar a vida dele em um inferno. Desta forma, restará ao jovem e a sua amiga Lettie tentarem livrá-lo das forças do mal. 

A tal fazenda que lhe traz recordações da infância, não era sua casa mas sim a casa das Hempstock. Lettie, uma menina que aparenta ter muito mais do que a idade que diz ter (não por fora mas por tudo que parece saber).
A menina mora com sua avó e mãe que também não parecem ser desse mundo ou já terem vivido muito mais que aparentam. 
É em meio a essas lembranças, sentado à beira do lago (oceano), que ele volta aos acontecimentos bizarros de sua infância.


"Livros eram mais confiáveis que pessoas, de qualquer forma."
 Amei o livro. E convido a todos a lerem, mesmo aqueles que não são muito fãs da magia. Juro que vocês podem se surpreender!

Nenhum comentário:

Postar um comentário