[Resenha] Love Story por Jennifer Echols

Título: Love Story: Uma história de amor
Autor: Jennifer Echols
Editora: Pandorga
Gênero: Young Adult
Ano: 2012
Paginas: 236
Classificação: 





Sinopse: Para Erin Blackwell, estudar escrita criativa na faculdade dos seus sonhos em Nova Iorque é mais do que uma oportunidade para conquistar suas ambições, é sua passagem para longe das lembranças trágicas que acompanham a fazenda de cavalos de sua família no Kentucky. No entanto, quando ela se recusa a estudar administração e cuidar da fazenda, sua avó decide oferecer o dinheiro da faculdade e a prometida herança de Erin ao seu lindo cavalariço, Hunter Allen. Agora Erin precisa conseguir um estágio e trabalhar até tarde em uma cafeteria para tornar seu próprio sonho realidade. Ela deveria desprezar Hunter… mas por que ele entrou de surpresa em seus pensamentos como o herói de seu último dever de casa? No dia em que ela está compartilhando a história com a turma, Hunter aparece. E entra no grupo. E depois que ele lê sobre si mesmo na história, as fantasias íntimas de Erin são dolorosamente expostas. Ela espera persuadi-lo a não revelar seu segredo para o grupo, mas Hunter prepara sua própria vingança criativa e escreve histórias sensuais que deixam a sala inteira curiosa e enchem o coração de Erin de desejo. Agora ela não está apenas imaginando o que poderia ter acontecido, está escrevendo um fim completamente novo para seu romance com Hunter... Só que essa história pode se tornar realidade.


Resenha: Erin Blackwell tem dezoito anos e tem o sonho de ser escritora de romances, estudando na universidade de Nova York, desobedecendo sua avó por não quer cursar administração, Erin fugiu do Kentucky, deixando tudo para trás, incluindo sua herança. Em Nova York ela trabalha muito para conseguir dinheiro para pagar a faculdade, e conseguir se sustentar, já que ficou "pobre".

Ela escreve histórias para a aula de escrita criativa, onde acredita que se der o seu melhor pode ganhar um estágio que abrirá oportunidades como escritora. Sua primeira história foi inspirada em Hunter, o cavalariço que ela nem imaginava que entraria em sua turma.

- Talvez eu estivesse pensando em você porque imaginei que você podia morar no meu dormitório ou fazer alguma matéria comigo, mas nunca quis que você lesse a minha história. Eu não estava assediando você, se é isso que você pensa.

Hunter Allen, loiro, musculoso e charmoso, o típico sedutor, que conquistou Erin desde a infância, apesar de ser misterioso, ele e Erin tem uma história no passado e ficam cada vez mais próximos quando os sentimentos começa a florar e os deixar envolvidos. Minha relação com ele é amor e ódio, às vezes ele é assim, todo atencioso e prestativo, e às vezes indiferente e insensível.

Mas o que eu realmente sei sobre Hunter? Eu sentia uma forte conexão com ele, porque nossos caminhos nos últimos seis anos tinham se cruzado, mas não éramos amigos. E essa ligação que eu sentia com ele… Talvez eu tivesse inventado isso também, afinal, eu era uma escritora.

As amigas de Erin, Summer e Jørdis, são engraçadas e quando descobrem que a história de Erin é sobre Hunter, torcem a todo minuto para que eles fiquem juntos. Já um personagem que detestei em todo o livro, foi Manohar, que passa o tempo todo criticando as histórias de Erin.

-Você não sabe se comunicar muito bem. Estou surpresa por você querer ser escritora. Ou talvez seja por isso mesmo que você queira seguir essa carreira.

A autora colocou no livro muita diversidade entre cada personagens desde de indiano, negra, dinamarquesa, loiro, ruiva e gay.

Em momento algum do livro a personagem tem um diálogo presente com sua avó, que é bastante citada, somente alguns trechos de conversa no passado e com Hunter. Estranho!

A história é bem realista e trabalha bem os relacionamentos entre os personagens, as dificuldades de compreender e ser compreendido por alguém, principalmente os sentimentos, e aceitar as diferenças e desejos dos outros. No final, fui surpreendida pois estava com expectativas altas, estava indo tudo muito bem, mas no fim, tudo ficou bem mais rápido e faltou detalhes, do que se espera de um livro de romance, por isso quatro  e independente disto eu gostei muito, e fiquei com gosto de quero mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário