[Resenha] Entre o Agora e o Sempre por J. A. Redmerski

Título: Entre o Agora e o Sempre (The Edge of Always) 
Autor: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Gênero: Romance/ New Adult
Ano: 2014
Páginas: 304

Classificação: 4/5



SinopseCamryn Bennett e Andrew Parrish nunca foram tão felizes. Cinco meses depois de se conhecerem num ônibus interestadual, os dois estão noivos e prestes a ter um bebê. Nervosa, mas empolgada, Camryn mal pode esperar para viver o resto de sua vida com Andrew, o homem que ela sabe que vai amá-la para sempre. O futuro só lhes reserva felicidade... até que uma tragédia os surpreende. Andrew não consegue entender como algo tão terrivelmente triste pôde acontecer. Ele tenta superar o trauma — e acredita que Camryn esteja fazendo o mesmo. Mas, quando descobre que Camryn busca sufocar uma dor imensa de uma forma perigosa, fará de tudo para salvá-la. Determinado a provar que o amor dos dois é indestrutível, Andrew decide levar Camryn numa nova jornada carregada de esperança e paixão. O mais difícil será convencê-la a ir junto... Com Entre o agora e o sempre, a aguardada continuação de Entre o agora e o nunca, J. A. Redmerski concluiu a história de amor que encantou milhares de leitores.



                                                     PODE CONTER SPOILER DE  'ENTRE O AGORA E O NUNCA'

Resenha: Alguns livros dispensam sequências, porque ás vezes o primeiro é bom o suficiente, mas não é o caso de Entre o Agora e o Sempre, já que foi escrito atendendo aos pedidos dos fãs, e mesmo assim não foi tão ruim, já que avaliei com 4 estrelas.

Após a longa viagem, Cam e Andrew não poderiam estar mais felizes, Andrew sobreviveu, Camryn está gravida e os dois estão noivos. O livro começa com o último capítulo do anterior,  chega ao ponto crítico do livro, com uma tragédia que acontece, deixando uma dor enorme nos personagens, mas que estava mais do que previsível. E finalmente as viagens de superação, nesta parte do livro eu senti como no primeiro, a mesma essência dos personagens. Depois de algumas reviravoltas, apresentações em bares (que não podiam faltar), o casamento, sim! Casamento, que depois de toda a história é mais do que esperado.

Acho que às vezes as melhores lembranças se criam nos lugares mais improváveis, mais uma prova de que a espontaneidade é mais recompensadora do que uma vida meticulosamente planejada.

Assim como no primeiro livro, a narrativa é com o ponto de vista dos dois. Muito inspirador, com muitas reflexões e pensamentos sobre superação, aceitação e mudanças, o livro ensina também como os personagens enfrentam a pressão da sociedade, por eles estarem escolhendo não ter um vida rotineira, e viver conforme suas vontades e desejos.
E claro, o sexo que a cada página está mais hot, e que influencia na personalidade dos personagens.

Te amei desde aquele dia em que olhei nos teus olhos pela primeira vez, me encarando do alto da poltrona daquele ônibus. Talvez eu não soubesse disso ainda, mas percebi que alguma coisa aconteceu comigo naquele momento, e que eu jamais poderia abrir mão de você.

O epílogo achei desnecessário, ou poderia ter focado na Camryn e no Andrew. Pelo menos a "despedida" foi boa, pois a autora deixa claro que não é um fim da história deles é sim do livro.

Bray e Elias que são mencionados no livro, um casal que eles conhecem em uma paria, e que são protagonista de um spin-off, outro livro da autora "Song of the Fireflies"

Ainda não li, e não sei se vai ser lançado no Brasil, mas se for parecido com a historia de Camryn e Andrew, acho que vale a pena, conferir.




E o Brasil, já vi a autora várias vezes falando do nosso país, mas o que eu li, foi só amor 
São tantas as músicas citadas no livro, gostei da  maioria, tudo num estilo mais rock clássico.

Playlist:
Stevie Nicks - Edge Of Seventeen
Bill Withers - Ain't No Sunshine
The Civil Wars - Tip Of My Tongue
The Civil Wars - Birds of a Feather


2 comentários:

  1. Oi, Franciele!

    Ainda não li "Entre o Agora e o Nunca", portanto, li apenas os quotes que você postou. O gênero dos livros não me cativa muito, mas essas capas... espero que eu possa lê-los logo.

    Beijos,
    Gabe
    http://sixdoe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gabe
      Eu tambem estranhei o gênero no inicio, mas não é tão pesado assim.
      Sim, as capas são lindas...

      Beijos

      Excluir